Publicado: 18 de novembro de 2021, 14:16

Semana da Consciência Negra: exposições com narrativas afro serão abertas no Corredor Cultural Wellington Santos “Irmão”


“Nego Sergipe” e “Preto Sergipe”, duas exposições artísticas selecionadas nos editais da Lei Aldir Blanc, serão reabertas para o público nesta sexta-feira, 19, às 11h, no Corredor Cultural Wellington Santos “Irmão”, localizado na sede da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap). As mostras artísticas integram a programação alusiva à “Semana da Consciência Negra”, e apresentam mensagens de luta e resistência do movimento negro no Brasil ao longo dos séculos.

As obras da exposição “Preto Sergipe”, produzida pelo artista Edwyn Gomes, comunicam a presença e a ação de corpos negros em Sergipe, que, apesar de violentados e invisibilizados, resistem em luz, em som, em cor e vida. Para o autor, as peças são um convite para se pensar na força, no afeto, no poder e na identidade afro-sergipana, a partir de uma perspectiva afrocentrada.

Neste trabalho “Nego Sergipe”, o artista Wendel Salvador, reconhecido por seus trabalhos artísticos e educacionais com ênfase na cultura afro-brasileira, explora aspectos da ancestralidade, identidade, pertencimento, reconhecimento, religiosidade e racismo, através da técnica de assemblage, colagens, fotografias e gravuras.

Lei Aldir Blanc
A Lei Aldir Blanc é uma realidade através de recursos da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, destinada ao Governo do Estado de Sergipe.


Atualizado: 18 de novembro de 2021, 14:16